Muitos brasileiros que decidem fazer a sua primeira viagem internacional escolhem a Argentina como destino, e comigo não foi diferente. E o país tem muita coisa para ser explorada, que vão além da capital Buenos Aires (que realmente é linda e tem um clima Europeu), e Bariloche. Estou falando da cidade Ushuaia, também conhecida como a Cidade do Fim do Mundo. Pois fica literalmente no fim do mundo, quem chega lá consegue ver o fim da rota que “ligaria” ela a outro lugar.

Confesso que nunca tinha buscado informações sobre o local, e fiquei sabendo através de uma amiga, logo, mais um destino no meu Diário de Viagem já estava em formação. Procurei informações sobre o local, preparei a programação e embarcamos nessa nova aventura.

Centro de Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

Quem deseja se aventurar em Ushuaia é importante consultar a temperatura local, pois há meses em que é muito gelado, eu fui no verão e mesmo assim vi nevar! Teve o seu lado bom e ruim, vamos primeiro ao bom, eu consegui aproveitar bastante o dia, pois anoitecia muito tarde, por outro lado, não deu para visitar a estação de esqui de lá, uma das mais completas, então é bom saber qual a sua prioridade antes de escolher a data da viagem.

Separei 5 dicas imperdíveis em Ushuaia que você precisa fazer para aproveitar ao máximo a sua estadia por lá.

1. Passeio no Canal Beagle:

Passeio no Canal Beagle

O hotel que escolhemos ficava um pouco longe do centro da cidade (ponto negativo). Mas, ficamos à beira do canal Beagle (ponto positivo). E conseguimos ver um pinguim super de pertinho que tava de boas andando por lá hahaha. Próximo ao nosso hotel não tinham opções de restaurantes. Mas ver o nosso amigo pinguim, já valeu a pena ficar lá.

eu e o pinguim em Ushuaia

Ficamos no Costa Ushuaia, um hotel simples, porém, bem aconchegante. Amei a vista do quarto, se puder pedir para ficar em um de frente para o canal, você não vai se arrepender. Mas voltando ao assunto, tem passeios de barco pelo Beagle, onde é possível ver o Farol (ponto turístico lá), e outras ilhas.

Vista quarto hotel Costa Ushuaia

2. Passeio em ônibus customizado:

Passeio em ônibus customizado

Na praça no centro da cidade, próximo ao Centro de Informações ao Turista, ficam parados um ônibus e um trem que oferecem passeios com guia pela cidade. Eu fiz o do ônibus, o preço é bem acessível e você acaba conhecendo melhor a história local. Ah, no Centro de Informações ao Turista você ainda pode sair de lá com um Certificado de que esteve na cidade do Fim do Mundo. E dá para recarregar o celular também.

3. Glaciar Martial:

Glaciar Martial

Essa é para os mais aventureiros. O Glaciar Martial é uma trilha onde a pessoa consegue ficar muito próximo à natureza e a neve rs. Tem alguns caminhos mais pesados, mas tem também alguns bem tranquilos. Vale a pena parar na Casa de Chá La Cabaña – Casa De Té.

Casa de Chá La Cabaña

Super charmosa, com chás deliciosos, doces e uma decoração bem legal. Na frente tem uma lojinha para comprar lembrancinhas e levar para os amigos e família . Vá de táxi do seu hotel, e na volta, pode esperar que com certeza você irá aproveitar o taxi de alguém que esteja chegando.

4. Trem do Fim do Mundo:

Trem do Fim do Mundo

Resolvemos fazer o passeio no Trem do Fim do Mundo, e também do Parque Nacional. Tem uma agência bem legal na cidade que se chama Brasileiros em Ushuaia. São super atenciosos, atendem pelo WhatsApp, dão o translado de ida e volta do aeroporto para quem contrata um dos seus pacotes. Indico bastante.

5. Placa do Fim do Mundo:

Placa do Fim do Mundo

A tradicional foto na Placa do Fim do Mundo é clássica kkkk. Ela fica no centro de Ushuaia, muito próxima ao porto e também ao Centro de Informação ao Turista. E e lá é sem dúvida uma parada obrigatória.

Agora arrume as malas

Não existe voo direto do Brasil para Ushuaia (pelo menos quando fiz a viagem eu não encontrei), então tivemos que parar em Buenos Aires e pegar um outro para lá. Tenho o hábito de já deixar o translado pronto, fico mais tranquila. Levamos alguns pesos argentinos aqui do Brasil. Mas trocamos um pouco lá também, com um bom câmbio.

Praticamente todos os lugares aceitam cartões, principalmente Mastercard. Para comer também existem variedades, mas a nível de comparação, os preços não são muito baixos. Podem ser comparados com os praticados no Rio de Janeiro, aqui no Brasil. É importante pesquisar. Ah, fiquei encantada com as casinhas que ficam próximas ao hotel que nos hospedamos, parecem de boneca!!!

É isso, tem outras dicas? Deixa aqui nos comentários e me fala o que você achou de Ushuaia, a cidade do Fim do Mundo.

Bjsss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.